Gestão rural: como a adesão a tecnologias ajuda nos desafios causados pela pandemia

jun 29, 2020

O único setor a registrar alta no PIB no primeiro trimestre deste ano é o agronegócio. O crescimento foi de 0,6%, impulsionado pela soja, que de acordo com a perspectiva da CONAB terá safra recorde em 2020. Entretanto, o setor não passará ileso pela crise ocasionada pela pandemia do COVID-19. O isolamento trouxe ao produtor rural diversos desafios, como a adesão de serviços remotos, redução no quadro de colaboradores e dificuldades nos treinamentos. Outro problema que o agricultor enfrenta é a perspectiva de aumento dos custos de insumos devido aos impactos da alta do dólar, que pode comprometer parte da sua rentabilidade.

Para o produtor rural enfrentar os desafios da crise e tomar melhores decisões, é preciso que ele tenha uma visão centralizada da gestão do seu negócio, englobando atividades administrativas e operacionais, independentemente do tamanho da sua produção. É necessário que ele se reconheça como empresário rural, identificando exatamente o quanto e onde se gasta cada centavo de investimento, com total controle dos custos e receitas.

Tecnologias para gestão apoiam momento de crise

A tecnologia da informação vem ganhando cada vez mais espaço no agronegócio, principalmente nas agrorevendas e nos médios e grandes produtores rurais. Uma forma de facilitar o enfrentamento destes desafios é a adesão a tecnologias para gestão, como softwares ERP, que podem ajudar o produtor a controlar gastos com máquinas, insumos, contas a pagar e receber, além de todas as entregas de obrigações para atender às legislações. Essas tecnologias ajudam o produtor rural a enfrentar qualquer desafio, pois com controle de seu negócio é possível prever riscos, se preparar para eles e antecipar decisões.

É importante o produtor rural conhecer com profundidade seus custos e lucros, para que gerenciar de forma estratégica situações que exigem investimentos emergenciais. O Fluxo de Caixa, por exemplo, é muito importante para a saúde financeira do negócio.

A matemática do ERP é simples. Ele serve para suprir algumas das necessidades da empresa, por meio de tecnologia que apoia o controle de processos de praticamente todas as áreas da empresa. Ou seja, a integração desses sistemas permite a troca de dados em tempo real, evitando ruídos e falhas na comunicação. O resultado disso? Com maior controle das máquinas, áreas e procedimentos é possível gerar uma alta redução de custos – e economia de insumos.

Últimas Notícias

Os assuntos mais relevantes do momento sobre gestão, inovação, tecnologia e agronegócio.

Defis 2024: prazo de entrega termina nesta quinta-feira

Defis 2024: prazo de entrega termina nesta quinta-feira

A Declaração de Informações Socioeconômicas e Fiscais (Defis) deve ser entregue até quinta-feira (28), que é considerado o último dia útil do mês de março. Empresas enquadradas como Microempresas (ME) ou Empresas de Pequeno Porte (EPP) inscritas no Simples...

FGTS Digital: entenda o que muda com novo sistema

FGTS Digital: entenda o que muda com novo sistema

O governo federal anunciou o lançamento do FGTS Digital nesta sexta-feira (1º). O novo sistema estava em fase de testes até meados de janeiro e agora será disponibilizado oficialmente aos empregadores. A nova plataforma do FGTS Digital foi desenvolvida com o intuito...