Governo do Rio Grande do Sul prevê aumento de 2% na produção de leite

jul 10, 2017

Mesmo em meio à crise econômica e a recessão que o Brasil se encontra, há crescimento da produção de leite em alguns estados do país, crise essa que afeta diversos setores da economia, porém há otimismo no setor leiteiro. No último ano o setor apresentou sinais no aumento da produção que podem ser considerados animadores, diante do cenário atual dos últimos anos, e ainda com bom potencial de crescimento para o futuro.

O Governo do Estado Rio Grande do Sul prevê um aumento de 2% na produção de leite este ano. Os produtores focam para garantir a qualidade do produto vendido por todos os produtores do Estado. O Rio Grande do Sul é o segundo dos maiores fornecedores de leite para indústrias no país. Nos últimos dois anos seguidos houve queda na produção, porém os produtores de leite do Rio Grande do Sul preveem aumento no volume em 2017, em um período em que o objetivo é o investimento na qualidade do produto.

Segundo informações da Câmara Setorial do Leite, dados mostram que entre 2014 e 2015, a produção caiu 9% no estado. Mas os números de produção começaram a se estabilizar no ano passado. É por esses e outros fatores que o governo gaúcho espera o aumento dos 2%. Mesmo alguns considerando este um aumento tímido, o Rio Grande do Sul segue se manter na segunda posição como um dos maiores produtores do país. A produção beira os cinco bilhões de litros de leite, deste total 60% vêm da região noroeste do Estado. Todos os dias são produzidos 12 milhões de litros nas propriedades gaúchas, são estes que fornecem o leite que é vendido para os Estados do Rio de Janeiro e São Paulo.

Leandro Kinkel, membro da Assessoria Regional dos Produtores de Leite afirma que “Precisa de um trabalho muito intenso tanto do produtor como da assistência técnica, como as cooperativas e empresas. Todo mundo trabalha junto para conseguir fazer esse trabalho bem feito para chegar um bom produto a mesa do consumidor”. Aconteceu no dia 14 de maio no Parque de Eventos de São Paulo das Missões, no Noroeste gaúcho a Expoleite, considerada um palco de debates, oportunidades e desafios da cadeia leiteira no Rio Grande do Sul e do Brasil, o evento que busca pelo conforto do gado, que é o que garante uma boa produção. A ideia é trazer inovações e as melhorias que o setor precisa para a produção de leite nesse Estado e garantir a expectativa de crescimento do setor.

Há uma empresa especializada em desenvolvimento de sistema que auxilia as empresas do setor de laticínio. A Magistech e o seu sistema de gestão de laticínios ajuda no gerenciamento das empresas da indústria de leite, com soluções em tecnologia de ponta. A missão é oferecer às indústrias um sistema de informação gerencial, agilizando o acesso à informação para a tomada de decisões, primando pela excelência no atendimento.

Últimas Notícias

Os assuntos mais relevantes do momento sobre gestão, inovação, tecnologia e agronegócio.

Defis 2024: prazo de entrega termina nesta quinta-feira

Defis 2024: prazo de entrega termina nesta quinta-feira

A Declaração de Informações Socioeconômicas e Fiscais (Defis) deve ser entregue até quinta-feira (28), que é considerado o último dia útil do mês de março. Empresas enquadradas como Microempresas (ME) ou Empresas de Pequeno Porte (EPP) inscritas no Simples...

FGTS Digital: entenda o que muda com novo sistema

FGTS Digital: entenda o que muda com novo sistema

O governo federal anunciou o lançamento do FGTS Digital nesta sexta-feira (1º). O novo sistema estava em fase de testes até meados de janeiro e agora será disponibilizado oficialmente aos empregadores. A nova plataforma do FGTS Digital foi desenvolvida com o intuito...