Metas para 2023: como fazer um bom planejamento estratégico

nov 30, 2022

Com o final do ano chegando, é fundamental a estruturação do planejamento estratégico para 2023. As empresas precisam se preparar para o novo ano antecipadamente, definindo os próximos objetivos com base na avaliação do desempenho organizacional em 2022. Assim, é mais fácil para os gestores seguirem um fluxo coerente com a realidade dos negócios.

Saber quais resultados fizeram parte do crescimento da empresa neste ano, os gargalos que exigiram mudanças e correções ao longo dos processos e estudar o mercado e os concorrentes são pontos chave para um novo planejamento estratégico que seja eficiente e preciso.

Neste artigo, explicamos o conceito de planejamento estratégico e sua importância, quais são os principais tipos, dicas para criar o da sua empresa com excelência e como o ERP auxilia em cada etapa do planejamento. Confira!

O que é e qual é a importância do planejamento estratégico?

Para que uma empresa atinja o sucesso, são necessários pelo menos três passos. O primeiro é ter objetivos claros para a organização, o segundo é o planejamento estratégico e o terceiro é a execução. Quando uma empresa falha no cumprimento de um desses passos, as chances de o negócio falhar são grandes.

Os objetivos são como o norte da corporação e o planejamento estratégico, uma espécie de mapa, que mostra os possíveis caminhos para chegar até o destino com alto nível de produtividade e os processos ideais para isso.

É por meio do planejamento estratégico que o sucesso se torna factível, já que ele permite uma visualização de curto, médio e longo prazo. Assim, a empresa consegue direcionar, organizar e tornar os processos mais eficientes. A ferramenta orienta as empresas na tomada de decisões e na distribuição de recursos.

É aconselhável que toda e qualquer empresa, de qualquer porte e segmento de atuação, tenha um planejamento estratégico. É preciso envolver todas as equipes e os setores para que, juntos, independente do cargo, trabalhem com o mesmo foco e na mesma direção.

O que é preciso para realizar um planejamento estratégico?

Um planejamento estratégico bem executado vai além de todos os processos organizacionais. É preciso ter um olhar “do lado de fora”, que permita que gestores e líderes tenham foco e conhecimento da empresa por uma perspectiva externa.

Conhecer os colaboradores, saber de que forma eles se engajam, ver como o público enxerga o negócio e, principalmente, avaliar se a missão, a visão e os valores da organização estão alinhados com todo o planejamento.

É importante ter grandes objetivos com foco no crescimento dos negócios, mas, no momento da estruturação de um planejamento estratégico, é fundamental entender a atual realidade da empresa para a definição de um plano que seja coerente com ela e que ajude a mitigar os problemas que impedem o crescimento.

Na hora de realizar um planejamento estratégico, é preciso traçar um plano de como alcançar os objetivos por meio de projetos, recursos e ações específicas, além de também priorizar projetos que têm maiores impactos para a estratégia do negócio.

 

ERP

 

Vantagens de fazer um planejamento estratégico

É no momento do planejamento estratégico que a liderança executiva decide quais objetivos irão alcançar em um determinado espaço de tempo e desdobra junto com os demais líderes quais serão os recursos e os investimentos necessários.

Realizar um planejamento eficiente e específico para esse processo garante vantagens às organizações que a praticam, como:

Gestão organizada

Um bom planejamento estratégico auxilia os líderes a ter clareza quanto ao papel que deverá ser cumprido pela instituição no mercado.

Comunicação alinhada

A divulgação do planejamento estratégico possibilita que todos os participantes entendam qual é o direcionamento e quais são as ações a serem feitas para atingir metas e resultados.

Ações tomadas com agilidade

O guia condutor de tomada de decisão de ações de uma empresa é o planejamento estratégico. Com ele, é possível decidir com maior agilidade quais decisões farão mais sentido para o crescimento do negócio.

Desenvolvimento e crescimento contínuo

Após vários ciclos de planejamento, uma série de aprendizados é absorvida e serve para incentivar mudanças nos processos operacionais e melhorar os resultados do futuro.

Identificação de oportunidades duradouras

Os levantamentos encontrados na fase de planejamento ajudam a organização a identificar oportunidades que não seriam possíveis sem esses dados e informações.

Antecipação de cenários

Mesmo com todo o planejamento possível, o mercado oferece intempéries por vezes imprevisíveis. Com um plano bem feito, as empresas conseguem identificar as mudanças externas.

Longevidade empresarial

Realizar um bom planejamento estratégico também assegura a durabilidade de vida de uma empresa. Por meio de objetivos definidos e flexíveis, é possível se adaptar às mudanças econômicas e comportamentais do mercado, se mantendo firme, mesmo com as intempestividades.

Dicas para um bom planejamento estratégico

Um bom planejamento estratégico deve apontar como a empresa sobreviverá de forma lucrativa e sustentável para atingir o sucesso. Para fazer um plano que seja coerente e eficaz para os negócios, algumas dicas são importantes, como:

1. Faça um diagnóstico realista da situação da empresa

Um erro comum de pequenas e grandes empresas é elencar os pontos fortes e fracos da organização somente com base em “achismos”. Fazer um bom levantamento interno e externo para entender a saúde da empresa é fundamental.

Internamente, é possível usar a análise SWOT para identificar quais são as forças, fraquezas, oportunidades e ameaças de mercado. Os gestores podem reunir o time e levantar o máximo de informações, além de analisar os diferenciais e os pontos que precisam ser melhorados.

Com o ambiente externo, é necessário fazer o mesmo. Entender o nível de satisfação e lealdade do consumidor, aplicando a metodologia NPS (Net Promoter Score), e perceber o contexto em que a empresa está inserida é importante para executar ações adequadas, e assim, alcançar os objetivos.

2. Fortaleça a identidade organizacional

Se a empresa está no mercado e não possui uma identidade organizacional forte, é hora de pensar em estratégias para fortalecer o negócio, como criar ou rever a missão, a visão e os valores e trabalhar para que eles fiquem claros tanto para o público interno quanto para o externo.

identidade organizacional funciona como um importante guia para contratar pessoas, fechar contratos e lançar produtos e serviços no mercado. Se a organização está com essa parte bem estruturada, é preciso avaliar se tudo está sendo seguido da maneira correta. Caso não esteja, é necessário criar estratégias de alinhamento.

3. Defina metas realistas e estipule indicadores de sucesso

Uma vez que a identidade organizacional foi alinhada, é hora de criar metas e estratégias para atingir a visão proposta pela empresa, como desenvolver um objetivo geral e ‘quebrar’ em metas de vendas, marketing, recursos humanos e assim por diante. É fundamental que os gestores sejam realistas e validem a possibilidade real das metas serem atingidas.

Outro fator essencial é usar indicadores para acompanhar o desempenho. Dessa forma, se uma das metas é conquistar um faturamento pré-definido, por exemplo, o próprio faturamento mensal será um dos indicadores a ser acompanhado ao longo dos meses.

 

22

 

4. Construa um plano de ação factível

No início deste artigo, citamos sobre a importância de planejar e executar os planejamentos estratégicos. É nesta etapa que se inicia o processo de execução para montar um plano de ação factível. O plano de ação é a ferramenta que viabiliza a conquista das metas e dos objetivos definidos, com base em um cronograma possível e na definição de responsáveis.

Como nem tudo pode ser prioridade, é fundamental elencar as ações para que elas aconteçam por ordem de importância. Com isso, o que for mais simples ou urgente deve ser realizado primeiro.

5. Faça o acompanhamento disciplinado

Após o diagnóstico realista da situação da empresa, a criação de estratégias para fortalecer a identidade organizacional, a definição de metas e indicadores e a construção de um plano de ação factível, é hora de acompanhar e analisar o plano e garantir que todo o planejamento estratégico seja bem executado.

Os gestores podem definir uma periodicidade de encontros entre o time para verificação de indicadores e alinhamento de resultados. Geralmente, as reuniões são semanais para que qualquer alteração seja efetuada com agilidade e eficiência.

É preciso que esta etapa tenha flexibilidade para revisar e redefinir a análise SWOT, as metas e o plano de ação sempre que for preciso. Afinal, o mercado é dinâmico e exige adaptações.

Como o ERP contribui para o planejamento estratégico?

ERP permite a integração de dados e processos, tornando mais eficientes e práticas atividades que são mais burocráticas. Possuir um software de gestão é um ponto-chave para empresas que desejam realizar um bom planejamento estratégico, uma vez que oferece as informações necessárias para definir objetivos e estruturar um bom plano.

Um grande aliado nesse planejamento é o ERP da Magistech. Com ele é possível fazer uma gestão completa dos projetos e de todos os processos, gerenciar o desempenho do time e avaliar se a execução do planejamento está fluindo conforme o que foi estruturado. E tudo isso com uma visão ampla e detalhada da empresa por meio dos indicadores.

Últimas Notícias

Os assuntos mais relevantes do momento sobre gestão, inovação, tecnologia e agronegócio.

Defis 2024: prazo de entrega termina nesta quinta-feira

Defis 2024: prazo de entrega termina nesta quinta-feira

A Declaração de Informações Socioeconômicas e Fiscais (Defis) deve ser entregue até quinta-feira (28), que é considerado o último dia útil do mês de março. Empresas enquadradas como Microempresas (ME) ou Empresas de Pequeno Porte (EPP) inscritas no Simples...

FGTS Digital: entenda o que muda com novo sistema

FGTS Digital: entenda o que muda com novo sistema

O governo federal anunciou o lançamento do FGTS Digital nesta sexta-feira (1º). O novo sistema estava em fase de testes até meados de janeiro e agora será disponibilizado oficialmente aos empregadores. A nova plataforma do FGTS Digital foi desenvolvida com o intuito...