Sistema de Gestão Industrial: quais são as vantagens

jul 25, 2022

Um sistema de gestão industrial é importante para uma boa gestão e produtividade, já que apresentam um alto fluxo de informações e processos diários.

Indicado para negócios de qualquer porte, essa solução serve de apoio às tomadas de decisão e controle das atividades, atendendo às necessidades específicas do segmento. 

A indústria é um setor do mercado altamente competitivo e dinâmico por natureza. As empresas respiram inovação.

Por isso, é importante que as indústrias integrem seus processos, de forma que otimizem a eficiência das operações, diminuam custos, aumentem o número de vendas e sua margem de lucros.

Porém, é claro, o mais importante para se destacar e crescer nesse mercado é a capacidade da empresa de tomar decisões precisas, bem informadas e estratégicas.

Por isso, ter um ERP industrial na empresa é essencial.

Aqui, vamos te explicar as características e mostrar a importância de um ERP nas empresas industriais para o sucesso da gestão. Acompanhe o texto que preparamos e saiba mais!

O que é um ERP para indústria?

ERP significa Enterprise Resource Planning. Esse sistema integra todos os principais processos de um negócio em um banco de dados, conectando a empresa.

Na prática, o ERP funciona como um suíte integrada de aplicações para o seu negócio. Seus recursos compartilham os mesmos modelos de dados, cobrindo de ponta a ponta os processos operacionais e administrativos.

Desse modo, o sistema unifica seus processos corporativos (contabilidade, gestão de pedidos, finanças, vendas, entre outros), torna mais transparente, simples e fácil o controle da empresa e melhora a tomada de decisão.

No entanto, no contexto deste setor, o ERP para indústria pode ser encarado de maneira distinta.

O ERP industrial é um sistema de gestão que capacita a gestão do chão de fábrica, ao mesmo tempo que transforma o processo de manufatura.

Entre suas principais características, um ERP para indústria deve oferecer:

Controle de Produção

A indústria precisa de uma solução que ofereça recursos além da “gestão de ponta a ponta”.

É necessário ter o poder de controlar e visualizar, em tempo real, o chão de fábrica e suas entregas.

Desse modo, é possível controlar o cronograma de entregas com maior precisão e avaliar os investimentos em equipe, maquinário e insumos.

Alinhamento entre as áreas

O ERP industrial deve ser um dos pilares por trás dos esforços em evitar retrabalhos no chão de fábrica.

Sem a integração de setores e de dados, essa é uma realidade: muitas vezes, seus funcionários tiram informações do sistema, apenas para inseri-las de volta em uma etapa posterior do processo.

Com um ERP para indústria eficiente, você não precisa fazer isso.

Pelo contrário, ele deve fornecer as amarras para que você unifique a gestão da empresa, dos processos e setores, conectando informações.

Flexibilidade

O ERP industrial deve fornecer recursos que potencializem sua flexibilidade operacional.

Ou seja: que permitam que você mude as estratégias — e seus indicadores de desempenho — conforme necessário.

Assim, sua operação e seu processo de análise não fica preso aos mesmos KPIs, vez após outra.

Ao contrário, o ERP para indústria deve empoderar você, o gestor, a decidir o que é importante para a empresa, ao mesmo tempo em que fornece as informações e insights para contribuir na leitura de tendências.

É uma característica única, que dá mais poder de ação para as grandes empresas, mas também reforça as pequenas e médias corporações, orientando-os para o caminho do lucro.

Qual  o objetivo do ERP?

Desde os anos 90, o setor industrial vem passando por uma enorme reformulação.

O avanço tecnológico, as mudanças no comportamento dos consumidores e a consolidação de movimentos como a Indústria 4.0 mostram isso.

Por isso, cada vez mais as práticas de produção aplicadas no chão de fábrica estimulam a mobilidade da informação e buscam aumentar a produtividade.

O grande problema é centralizar as informações, para que esses objetivos sejam alcançados. Esse é o papel do ERP para indústria.

Com a solução, os funcionários conseguem trabalhar de maneira colaborativa, guiados por dados assertivos sobre cada projeto e suas mínimas execuções.

Em suma, o objetivo do ERP industrial é capacitar a gestão de processos, possibilitando uma visão 360 graus de toda organização.

Com isso, é possível buscar uma operação cada vez mais bem-sucedida.

Não à toa, de acordo com o Selecthub, 88% das empresas consideram que a implementação de um ERP as ajudou a atingir suas metas.

Qual é a importância do ERP para a rotina de uma indústria?

Um sistema ERP para indústria pode gerenciar todos os aspectos de seu fluxo de trabalho.

Assim, tarefas antes complexas, como o controle de estoque, podem ser feitas com apenas alguns cliques.

E não falamos apenas do chão de fábrica, cujas tarefas são completamente integradas no sistema — possibilitando a análise de entregas, performance, erros e oportunidades de melhoria.

O ERP industrial também incorpora funcionalidades administrativas importantes, como a contabilidade.

Esse setor figura no centro do sistema, de modo que todas as ações tenham reflexos diretos nas posteriores análises e projeções a serem feitas.

O design modular dos ERPs para indústria permite que diferentes departamentos gerenciem seus módulos, dando mais autonomia aos setores.

Porém, o sistema também unifica a gestão. Isso quer dizer que a diretoria ainda tem total visibilidade do fluxo de trabalho nas fábricas.

E graças à automação, os setores podem definir a realização de tarefas em segundo plano.

Para 95% das empresas que implementaram a solução, de acordo com a Hubspot, isso significou uma melhoria significativa em seus processos corporativos.

Desse modo, os times podem focar nas questões estritamente estratégicas da indústria, enquanto as incontáveis tarefas repetitivas e de pouco valor ficam à cargo da tecnologia.

Principais funcionalidades do ERP para a indústria

As otimizações e melhorias que o sistema de ERP pode oferecer são inúmeras. 

Mas quais são os módulos essenciais do sistema integrado de gestão empresarial voltado às indústrias? Confira a seguir.

Administrativo

No módulo administrativo de um ERP para indústria, você pode gerar propostas comerciais, solicitações e cotações de compra ou venda.

Também controla o seu estoque de forma integrada com as linhas de produção, contabilidade e financeiro.

Financeiro

Neste módulo, você controla as contas a pagar e a receber, realiza conciliações bancárias, gera boletos para os clientes e faz o gerenciamento do seu fluxo de caixa. 

Tudo isso, monitorando sempre os resultados e integrando os processos do financeiro com a contabilidade.

Fiscal & Contábil

Se sua indústria já sofreu com multas devido a erros na entrega das obrigações fiscais, um sistema integrado de gestão empresarial voltado para finanças pode te ajudar com isso. 

Graças à otimização das análises e um maior controle das informações, o sistema emite os documentos contábeis e fiscais exigidos para a entrega do SPED Contábil, Fiscal, REINF e Contribuições.

Vale lembrar que o sistema também realiza de forma automática a emissão das notas fiscais eletrônicas (NF-e).

Manufatura

O ERP para indústria conta com um módulo completo de controle da produção.

Esse módulo ajuda com previsões de venda, define o planejamento e as diretrizes de chão de fábrica com maior eficiência.

Qualidade

O ERP para indústria conta com um módulo de gestão de qualidade, em que é possível verificar as matérias-primas utilizadas no negócio, desde o recebimento até a estocagem e a produção. 

É possível acompanhar os produtos fabricados a partir do controle de lotes, da rastreabilidade e de análises e relatórios automatizados.

Além disso, você pode controlar as rotinas de manutenção, predefinindo ações de manutenção preditiva, corretiva e preventiva.

Principais vantagens de um ERP industrial

Um ERP para indústria é desenvolvido com foco nos processos do setor de manufatura. 

O software está preparado para te ajudar a agilizar e automatizar as tarefas de cada área da sua indústria, com informações constantemente atualizadas e confiáveis.

O software age, por exemplo, na gestão de todo o processo de compras, desde solicitações automáticas até o recebimento dos materiais.

A mesma pesquisa do Hubspot já mencionada perguntou para as empresas as áreas que mais apresentaram ROI após a implementação do ERP.

As três principais respostas foram:

  • TI (40%, redução de custos);
  • Estoque (38%; níveis de estoque reduzidos);
  • Ciclo de produção (35%; redução do tempo de produção).

Outros pontos que podemos citar são:

  • Controle de liberação de compra, com limite orçamentário por centro de custos;
  • Autorização eletrônica de compra por alçadas de valor, trazendo segurança e agilidade ao setor;
  • Redução de custos de estoque por meio de rotinas automatizadas, que identificam as especificações do que deve ser comprado ou produzido;
  • Gerenciamento de pedidos de vendas pendentes, com a geração de ordens de produção por demanda e com liberação automática dos pedidos;
  • Acompanhamento da produção com integração das áreas de estoque, compras, pedidos de vendas e custos;
  • Modelos de relatórios para gerenciamento de necessidades, acompanhamentos e demandas da produção.

O controle sistemático de estoques igualmente tem a ganhar por meio de logísticas de estocagem, reposição de cálculos de custos automáticos.

Tudo isso, atendendo às legislações fiscais federais, estaduais e trabalhistas em todos os processos necessários.

Quando um ERP industrial é indicado?

Hoje, as indústrias estão cada vez mais focadas em otimizar suas operações para gerar maiores margens de lucros, tornar suas entregas mais rentáveis e com maior qualidade.

Tudo em menos tempo, utilizando menos recursos e, por isso, reduzindo custos.

Porém, alcançar tudo isso é um desafio.

Como reduzir sistematicamente os custos e se manter competitivo?

A resposta você já sabe: com um ERP para indústria.

Mas como? Bom, o ERP é um sistema amplo, que ajuda a empresa a conquistar os seguintes objetivos:

  • O ERP industrial melhora a experiência do cliente;
  • O ERP para indústria integra sua cadeia de suprimentos;
  • O ERP industrial melhora a programação da produção;
  • O ERP industrial ajuda você a gerenciar funcionários e outros recursos.

Hoje, as soluções de ERP estão ajudando empresas em vários setores, melhorar sua eficiência e ajudar os gerentes a cumprir as metas organizacionais.

ERP industrial é com a Magistech

Neste conteúdo, te apresentamos todas as características de um ERP para indústria. Eficiência, amplitude de recursos e robustez para lidar com uma operação tão complexa como a de uma indústria.

O sistema de gestão para indústrias da Magistech é projetado para ajudar sua indústria a se consolidar no mercado, crescendo junto com ele.

Uma prova disso é a presença do Magis TI no segmento: são mais de 400 clientes da indústria aproveitando os diferenciais da solução.

Na prática, o Magis TI integra todos os setores da empresa.

Assim, é possível automatizar as linhas de produção (de ponta a ponta), analisar os resultados e a performance produtiva, com uso de ferramentas avançadas.

Tudo isso contribui para a otimização de processos, o que amplia a eficiência operacional do negócio, aumenta sua competitividade e melhora os resultados.

Últimas Notícias

Os assuntos mais relevantes do momento sobre gestão, inovação, tecnologia e agronegócio.

Aplicativos de Coleta: transformando a captação de leite

Aplicativos de Coleta: transformando a captação de leite

Quando a maneira tradicional de fazer leite se encontra com as novidades tecnológicas, os aplicativos de coleta se destacam como algo que muda bastante como o leite é coletado nos fazendas dos produtores rurais. Neste post, vamos explorar como essas ferramentas estão...

Defis 2024: prazo de entrega termina nesta quinta-feira

Defis 2024: prazo de entrega termina nesta quinta-feira

A Declaração de Informações Socioeconômicas e Fiscais (Defis) deve ser entregue até quinta-feira (28), que é considerado o último dia útil do mês de março. Empresas enquadradas como Microempresas (ME) ou Empresas de Pequeno Porte (EPP) inscritas no Simples...

FGTS Digital: entenda o que muda com novo sistema

FGTS Digital: entenda o que muda com novo sistema

O governo federal anunciou o lançamento do FGTS Digital nesta sexta-feira (1º). O novo sistema estava em fase de testes até meados de janeiro e agora será disponibilizado oficialmente aos empregadores. A nova plataforma do FGTS Digital foi desenvolvida com o intuito...